imagem do corona vírus
Se apresentar sintomas leves de gripe como: tosse, coriza, dor de cabeça, ligue: 0800 647 5225

Bairro Juscelino Kubitschek

O início da formação do bairro, um dos mais populosos da Zona Leste, decorreu na década de 1980.

Como um bairro não é apenas um bairro, sobretudo é o testemunho da luta seu povo para formá-lo, o nome de Juscelino Kubitschek foi lembrado porque a sua presença na História de Rondônia está marcada por um momento de grande capacidade realizadora - a construção da BR-29, hoje 364.

Limitado pelos bairros Socialista, Tancredo Neves, São Francisco, Três Marias, Cascalheira e Lagoinha, o bairro JK, oficializado por meio da Lei Municipal no 603 de 1986, em uma área de 714.500 hectares - Lei n° 689 de 1987, recebeu o processo de assentamento, tendo sido entregue inicialmente pela municipalidade 44 lotes à famílias carentes, ocasião em que foram fixadas as primeiras placas de propriedades, cujos beneficiários construíram casas em madeira. Em seguida, os moradores realizaram uma manifestação pacífica, reivindicando melhorias, portando faixas com dizeres, tais como: "Queremos pagar IPTU" e "Queremos água, luz, posto policial e escola”. Essa manifestação conquistou melhorias.

Ao norte do bairro aparece o igarapé dos Periquitos, denominado em um dos mapas oficiais como canal Tancredo Neves.

A grande atração cultural-turística do bairro é o templo católico "Nossa Senhora Aparecida", fundado com o nome de "São Tiago Maior", localizado na rua José Amador dos Reis, cuja obra foi iniciada em 18 de dezembro de 1988 pelo Padre Alfredo Balbucia e concluída pelo padre siciliano Inocêncio Enzo Mangano.

Resumo do livro: Os Bairros na História de Porto Velho

Autora: Yêdda Pinheiro Borzacov

Criado pela Lei n° 840/1989 - acesse clicando aqui

Para baixar o mapa em formato PDF clique aqui


logotipo da prefeitura de porto velho logotipo da prefeitura de porto velho